Friday, September 28, 2012

Você é Groupie?

Quando eu digo que não quero ser chamada de Groupie hoje em dia, não é pra menos. Esse termo virou sinonimo pra qualquer menina que pega um cara que toca qualquer coisa em qualquer lugar. Ok. Genericamente eu posso até concordar.

No entanto, groupie pra mim é mais do que isso. Por mais que Almost Famous não faça um retrato perfeito do mundo "groupie", ele passa (ou tenta, nem todo mundo consegue entender) a ideia do que é uma groupie de verdade. Musica. Ela tá lá pela música. Nele, eles usam o termo "band-aid" - mas pra mim, sinceramente, termo por termo eu prefiro groupie. Pra mim, band-aid é groupie, e piranha é piranha and thats it. Piranha não é groupie, é piranha. 

E pra você, que odeia groupies, riu da minha cara agora e disse "Lallie, cala a boca, é tudo a mesma coisa" N.O.P.E. Não é. E eu vou explicar. Não sou a dona da verdade, lembrando, e não fiz pesquisa ou estudo algum pra escrever esse texto - é só minha cabeça e coração falando. A groupie tá lá pela música. E pelo músico. A piranha não, a piranha tá lá pra piranhar, ela tá lá pra tudo - dar, aparecer, se sentir importante, se fazer superior as outras, se achar. A piranha tá lá pra piranhar. Se bobiar, ela se quer se importa se o cara toca ou não. A groupie tá pelo musico, a piranha tá pelo famoso. Got it?

Eu acho que nem todo mundo vai entender, mas se você conseguir entender e sentir direitinho o que eu vou falar, você tem um pouco de groupie dentro de você. Eu amo bandas antigas, e uma das minhas prediletas é The Doors. As melodias me embalam, as letras me dominam... cada musica que eu escuto eu sinto no meu coração. Não é como escutar Drake (nada contra) que ok, eu me divirto por duas semanas e canso. E nem lembro depois de um ano. Ser fã, realmente gostar de algo, é ser totalmente tocada pela musica de uma forma que vc não sabe explicar - mas você sabe que aquilo é amor.

É AMOR. Algumas fãs amam, amam a banda. Amam os musicos. E thats it. Agora, uma groupie, quer chegar o mais perto possivel. Ela olha o cara e pensa "eu quero pra mim". Eu resolvi escrever esse texto explicando esse lance do sentimento groupie depois que me peguei vendo fotos do Jim (The Doors, duh), pensando "CARALHO, eu queria ter a oportunidade de pegar esse cara" e logo me toquei que tipo... não é todo mundo que pensa assim né? Algumas de vcs não tem essa vontade bizarra, né? Eu quero que vcs que responderam "sim" entrem em contato comigo e me contem como é. Eu simplesmente voltaria no tempo pra ter a oportunidade de ter o Jim olhando nos meus olhos, bem nos meus olhos. 

E ai, é isso. Você sente essa coisa confusa, essa vontade incontrolavel e esse amor esquisito. Eu me sinto a pessoa mais creepy desse mundo olhando os videos do Jim e pensando que quero ficar com um cara que faleceu antes da minha pessoinha nascer. Whatever. Você explica isso como? Eu não o conheci, logicamente. O que faz com que eu sinta todo esse mix de sentimentos, então? A MUSICA.

A música, ela, a toda poderosa, música. Ok. Ele não é o mais feio dos músicos também, devo admitir. Ele é gato e charmoso pra caralho, mesmo morto (rs). Mas se eu fosse fã de homem bonito, eu tava olhando site de casting de modelos, né? Se fosse só a beleza, ia ser tudo mais facil. Cara bonito tem de monte, músico bom tem de menos. 

E pra mim, então, quem é a groupie, afinal? A groupie é aquela menina que sente esse sentimento esquisito, segue o que tá sentindo e SCORE. Consegue chegar o mais perto possivel do idolo. Não significa necessariamente sexo, na minha opinião. Você pode interagir e passar um tempo legal com um cara sem rolar sexo. Pode rolar, pode não rolar. Não existe um livro falando o que pode ou não pode, não existe uma materia na escola ensinando o que fazer - então, basicamente, é você, é o momento, e o cara, que vão dizer o que será feito nesse momento de vocês dois juntinhos. E groupie pra mim é isso, envolve sentimento, envolve música.

Pronto. É isso. Joguem pedras, joguem flores, mandem tchauzinho de miss, escutem música e tenham um ótimo dia. Obrigada Jim pela inspiração do texto de hoje, descanse em paz, querido!

Consideração final:

Só pra deixar claro, eu nem sei se deveria utilizar o termo "piranha" no texto. Não tenho preconceito com meninas que gostam de dar, não quero um mundo feito de freiras e acho sexo um lance maneiro. Talvez escrota cairia melhor. Escrotas, que fazem escrotisses. É. Mudem "piranhas" pra escrotas e leiam novamente - vai fazer até mais sentido!

Escrotas. Escrotas do caralho, por favor vão a merda, e não a shows.

Agradecida.

7 comments:

  1. Eu olho e falo "CARALHO, eu queria ter a oportunidade de pegar esse cara". E nada é impossivel... :p eu acredito que um dia eu posso casar com alguém assim e tal. Não sei se sonho demais ou o que, mas eu tenho esperança, logico que quem eu queria muito pegar já não está entre nós(Kurt) , mas mesmo assim. haha ;p

    ReplyDelete
  2. haha Eu não sei se eu sou group, mas além de ser apaixonada por música, estudar música, etc, meu amor de uma década quase é o Eminem, é é isso que vc escreveu, é até estranho ler por outra pessoa o que vc sente por um ídolo, uma inspiração, saka?

    Ele foi minha inspiração, meu modelo, meu maior ídolo, ai quando eu olho p/ fotos dele de 10 anos atrás, eu penso, "queria voltar no tempo p/ ter esse cara, do jeito que ele era comigo", é muita identificação, com quem ele é, mas o que me levou ah ir atrás dele, foi ah música dele, as rimas dele, ah lírica dele, tudo que ele demonstrava na música dele, tudo que me fez querer conhecer mais e mais dele, e ele tinha coisas tão parecidas comigo e tals, ah 10 anos atrás ele era tudo que eu nem sabia que eu procurava em um homem, em uma pessoa, em mim mesma, mas antes de tudo na sua música!

    Ah beleza é algo que sempre beneficia mas algo longo, algo intenso algo que faz vc sempre colocar aquela música, pela MÚSICA, e faz vc chorar por quase 10 anos, é mais do que um belo par de olhos azuis, afinal, eu poderia me apaixonar por qualquer um por causa de um olho bonito ou sei lá, um corpo bonito, sejamos sinceras, muitas vezes nesses julgamentos, de "vc só é fã, porque ele é bonito, queria ver se fosse um pedreiro o seu x ídolo", o julgador é muito mais superficial, por não conseguir ver ah beleza de um sentimento que vai no ritmo dos sonhos que nós sempre iremos ter, pela melodia, letra, voz, emoção, pessoa que o nosso ídolo é e que nós tiramos dela, do que nós, que conseguimos entender tudo isso.

    Da vontade de mandar minha mãe ter tido-me 10 anos antes nos EUA, só p/ ter tido ah chance de ter conhecido pessoalmente aquele "mlk"(rsrs), mas enfim, eu não sei se isso é ser group, mas é muito próximo do que vc também descreveu, ah música nos trás sentimentos que muitas vezes nós nem vivemos, aprendizados, sonhos... trás ídolos e amores que nunca serão, mas sempre existirão,, :))

    Beijoss










    ReplyDelete
    Replies
    1. Falou tudo o que eu penso sobre o termo "Groupie", parece até que leu minha mente... E Brú Severo, uma vez Pamela Des Barres disse: "Se eu ainda estivesse na ativa, eu colaria no Eminem" fica a dica rs

      Delete
  3. "Escrotas. Escrotas do caralho, por favor vão a merda, e não a shows." Thats it. Mas vem cá gata, o que você acha do fundo do seu coração: os músicos curtem mais as escrotas? Ou as groupies? Ser fã na frente do ídolo é diferente de ser groupie? Sobre o que eles querem conversar com as fãs? E com as groupies? Podia muito tirar essas escrotas da história, mas enfim, o que ele curtem nas escrotas?

    ReplyDelete
    Replies
    1. O que eu penso:

      A escrota é aquela menina pra meter e nunca mais responder uma mensagem ou ver denovo. Mesmo pq ela provavelmente nao consegue keep a conversation e muito menos o interesse do cara caso ela nao estivesse transpirando sexo.

      A groupie eh uma fa que ja pegou outros musicos. Talvez por esse simples motivo de ja ter acontecido antes, a maioria nao fica deslumbrada gritando ou pedindo mil fotos quando ve o idolo. Ela trata ele como um ser humano qualquer, por mais q por dentro ela esteja *fireworks*. Essa atitude, na minha humilde opiniao, eh aonde a groupie ganha. Conversando, conhecendo mais sobre o cara e pq nao rolando uns beijinhos... eh uma vibe diferente. Eu ja vi escrotas em ação e man... e NO LIMITS. Leva cabo de vassoura no cu mas nao perde a chance de chamar a atencao RS.

      A fã é fã. E nao tem vergonha nenhuma nisso. Eu chorei depois que o David SP me deu um selinho qdo eu era pivets. Nao foi na frente dele, mas sentei escondida depois e chorei de feliz, ahahaha. Semana passada ele tava jogando bilhar no meu predio com a gnt, e isso eh completamente maluco. Eu freak out total com o Simple Plan quando os conheci, de cantar musica da banda antiga, tentar falar em frances, falar pro david que ele era meu heroi (RS) e eles ainda olham na minha cara e tem coragem de vir na minha casa. Fa PODE ser fa. Acho que o exemplo do SP é o melhor exemplo que pra FA, NAO TEM CERTO, E NAO TEM ERRADO! Vc pode gritar e freak out, o que no momento talvez nao ajude vc a arrumar um par, mas provavelmente uma foto, uma mensagem legal do seu idolo, possam vale mais a pena. Eu ja deixei de pegar um cara pq eu nao queria quebrar a imagem que eu tinha dele na minha cabeca (o quao ridiculo eh isso?) ele me abordou de uma forma um tanto quanto indelicada digamos, e eu percebi que o principe encantado nao existia. Me despedi e vazei, preferi manter o carinho por ele.

      O que eles curtem nas escrotas? Sexo facil!
      Nas groupies? Se vc procurar os rock stars falando sobre elas, eu nao preciso falar nada. Groupies estao listadas como o quinto elemento para o sucesso no livro mais immmmmportante sobre music business. O cara ate brinca que vai dar dicas de como conseguir os outros 4, mas o 5 elemento dependerá somente do musico rs

      Eh o q eu penso.

      Delete
  4. Lallie na boa, eu li esse texto falando "na boa véi, finalmente encontrei alguém que pensa exatamente como eu" e o mais engraçado é que eu me sinto assim em relação ao Jim tbm, tipo eu passo pela mesma crise existencial cada vez que eu penso "putz, ele morreu uns 25 anos antes de eu nascer e eu o amo tanto que não é normal" que bom que você existe, tipo sempre te achei linda e blablabla só que finalmente consegui entender que vc é exatamente como eu, sente as mesmas coisas e não é simplesmente uma bizarrice qualquer, é amor pela música. Espero um dia poder te conhecer pessoalmente e pode falar mais contigo a respeito. Beijos, Karla!!!

    ReplyDelete

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...